Seis defensivos formulados registrados nesta segunda-feira terão restrição de uso

O Ministério da Agricultura informou que seis novos defensivos agrícolas formulados que tiveram os registros publicados no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, 22, terão restrições de uso estabelecidos pelo Ibama.

Assim, o ingrediente ativo sulfoxaflor – que controla pragas como pulgão, mosca-branca e pslídeo – só poderá ser usados nas lavouras brasileiras se obedecerem a várias restrições. Uma delas é seguir orientações do Ibama para a mitigação de riscos para insetos polinizadores – por exemplo, durante a florada das culturas.

Conforme a nota do Ministério da Agricultura, o coordenador-geral de Agrotóxicos e Afins da Secretaria de Defesa Agropecuária, Carlos Venâncio, comenta que o sulfoxaflor está entre os inseticidas 20% menos tóxicos aprovados, sob o ponto de vista da saúde humana. Entretanto, ele diz que “há um possível impacto sobre insetos polinizadores, por isso a importância da avaliação do Ibama”.

Assim, de acordo com estudos, os produtos formulados aprovados à base de sulfoxaflor apresentaram estudos laboratoriais de toxicidade aguda e crônica para abelhas adultas e larvas, estudos de resíduos em néctar e pólen em diversas culturas, além de um estudo específico com o objetivo identificar a ação desta substância sobre colônias de abelhas.

Fonte: https://www.dinheirorural.com.br/seis-defensivos-formulados-registrados-nesta-segunda-feira-terao-restricao-de-uso/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *